Histórico

  • 2006

    Por meio da Decisão Plenária nº 265, o Conselho paulista cria a Comissão Especial Crea-SP Júnior, para estudar a viabilidade de implantação desse órgão na configuração de Comissão Permanente, atendendo a recomendação do então Conselho Federal de Engenharia, Arquitetura e Agronomia – Confea. O objetivo do chamado Crea Júnior seria o de aproximar do Sistema Confea/Crea os recém-egressos dos cursos técnicos e superiores da área tecnológica, bem como os jovens profissionais já em atuação no mercado de trabalho. A proposta inicial idealizava que, logo no início de carreira, os profissionais pudessem começar a se familiarizar com a legislação que regulamenta o exercício de suas atividades e se conscientizar sobre a importância da fiscalização que reprime leigos e maus profissionais, o registro profissional, a emissão da Anotação de Responsabilidade Técnica (ART), a observância do Código de Ética e a participação efetiva na política classista, que visa ao aprimoramento das Engenharias e demais profissões do Sistema.

    A composição desse primeiro grupo no Crea-SP foi a seguinte: Eng. Civil Carlos Azevedo Marcassa; Eng. Eletricista Eduardo Marinoni; Arquiteto e Urbanista João Carlos Correia; Arq. Urb. José Antonio Lanchoti; Eng. Civil Márzio Sérgio Segantin Duarte; Tec. Cer. Paulo Roberto dos Santos; Eng. Agrônomo Ronan Gualberto; Eng. Mecânico Wilson de Castro Hildsdorf e Engª Civil Zildete Teixeira Ferraz do Prado.

    A Comissão Especial Crea-SP Júnior ganhou status de Permanente em 2011, já sob nova denominação (adotada a partir de 2009), com o objetivo de promover junto a esse público de novos profissionais palestras, discussões e workshops que reforçam a importância do Crea-SP em sua carreira e atuação no trabalho, com ampla divulgação da legislação que regulamenta as Engenharias e a Agronomia no Brasil.

    COM A PALAVRA A COORDENAÇÃO
     “Atendendo a discussões suscitadas nos Fóruns de Ensino, em anos anteriores, sobre a necessidade de aproximar o Sistema Confea/Crea das Escolas de Engenharia, criamos um grupo para estudo e implantação do Crea Júnior SP, nos mesmos moldes do que já existia em Minas Gerais. Para tanto, realizamos reuniões e contatamos o Crea-MG para troca de material e informações, e levamos a ideia a então Presidência do Crea-SP”
    Eng. Civ. Zildete Prado

  • 2007

    Com o encerramento dos trabalhos da primeira Comissão Especial do Crea-SP Júnior ao final de 2006, o Crea-SP cria em 2007 o Grupo de Trabalho Crea-Jr, conforme a Decisão Plenária n° 51 e a Portaria n° 16/2007. Estiveram na composição dessa nova fase do Crea-SP Júnior três conselheiros do grupo anterior e três novos: a Eng. Civil Zildete Teixeira Ferraz do Prado e o Eng. Agrônomo Valdemar Antônio Demétrio, como coordenadora e coordenador adjunto; os Engenheiros Civis Carlos Azevedo Marcassa e Cyro Raphael Monteiro da Silva; o Eng. Agrônomo Ronan Gualberto e o Arq. João Carlos Correia.

    COM A PALAVRA A COORDENAÇÃO
     “Com informações colhidas junto a outros Creas, que possuíam atividades semelhantes, criamos uma logomarca para a Comissão, elaboramos uma cartilha e estabelecemos um estatuto com normas para o funcionamento, participação e organização do Crea Júnior SP, que estruturamos com foco em estudantes dos dois últimos anos dos cursos de Engenharia e egressos até um ano após a conclusão do curso. O trabalho final foi exposto durante a 64ª Semana Oficial de Engenharia, no Rio de Janeiro”
    Eng. Civ.  Zildete Prado

  • 2008

    O Plenário do Crea-SP aprova a constituição de nova Comissão Especial Crea-SP Júnior, conforme Decisão Plenária nº 63, com os seguintes membros: Engª de Alimentos Iracema de Oliveira Moraes (coordenadora) e Eng. de Alimentos Ranulfo Monte Alegre (suplente); Eng. Civil Cyro Raphael Monteiro da Silva (coordenador adjunto) e Eng. Civil Antônio Carlos Silveira Coelho (suplente); Técnico em Eletrônica Paulo Eduardo Finhane Trigo (titular) e Eng. Eletricista Eletrônico Henrique Batista Santos (S); Eng. Mecânico José Geraldo Trani Brandão (T) e Eng. de Produção Mec. e Seg. Trab. José Vinícius Abrão (S); Eng. Agrimensor e Seg. Trab. Walter Gonçalves Ferreira Filho (T) e Téc. Agrimensor Cláudio Roberto Marques (S); Arqª Anita Affonso Ferreira Silveira (T) e Arqª Ruth Cristina Montanheiro (S); Eng. Agrônomo Ronan Gualberto (T) e Eng. Agrônomo Antônio de Pádua Sousa (S).

    Em Sessão Plenária de 2 de outubro o Crea-SP alterou a denominação da Comissão Especial Crea-SP Júnior para Comissão Especial Crea-SP Jovem, “uma vez que a expressão jovem melhor representa o conjunto de estudantes e profissionais recém-formados do Sistema Confea/Crea”.

    COM A PALAVRA A COORDENAÇÃO
     “Antes de tudo, é um grande prazer poder me manifestar sobre o Crea-SP Jovem. Na condição de coordenadora da ainda Comissão Especial Crea Jr., dei andamento a alguns projetos como o que discrimina as atividades de estagiários da Engenharia, Arquitetura e Agronomia e institui a Carteira do Estagiário. É bem verdade que o programa não teve aval técnico-jurídico para a implantação. Mas a gestão alterou o nome de ‘Crea Jr.’ para ‘Crea Jovem’ e elaboramos o regulamento da Comissão e uma cartilha com a então Lei do Estágio para distribuição em Instituições de Ensino e Entidades de Classe.”
    Eng. Alim. Iracema Moraes

  • 2009

    Nesse ano, além da aprovação para composição de nova Comissão Especial Crea-SP Jovem, conforme a Decisão Plenária nº 46 e a Portaria nº 019/2009, os membros do órgão foram convocados para participar do Encontro de Lideranças do Sistema Confea/Crea, com coordenadores das Comissões Crea Júnior e Crea Jovem de outros Regionais, em Brasília, nos dias 12 e 13 fevereiro deste ano. A Comissão Especial também trabalhou na formatação final de seu regulamento, “cujo texto foi iniciado em exercícios anteriores”; adotou a regra de composição aprovada no ano anterior, com “um conselheiro de cada Câmara Especializada e respectivo suplente, ambos com idade inferior a 40 anos, para que haja maior interação destes com a classe de estudantes e profissionais recém-formados”.

    A nova composição da Comissão Especial foi a seguinte: Eng. Telecom. Vinicius Marchese Marinelli (coordenador da Comissão à época e hoje presidente do Conselho) e Eng. Eletricista Luiz Fernando Tibaldi Kurahassi (suplente); Engª de Alimentos Letícia Girardi de Souza Machado (coordenadora adjunta) e Engª Química Gislaine Cristina Sales Brugnoli da Cunha (suplente); Eng. Civil Jorge Benedito Zeghaib Filho (titular) e Eng. Civil Wagner Matias Conde (suplente); Tecnólogo Alessandro Cavina Marroni (T) e Eng. Mecânico Fernando Luiz Torsani (S); Arq. Urb. Mário Luis Nagashima Bergamini (T) e Arq. Urb. Daniel Alves Ribeiro (S); e Engª Agrônoma Andréia Cristiane Sanches (T).

    COM A PALAVRA A COORDENAÇÃO
     “O início da minha história no Sistema Profissional se confunde com a própria criação do Crea-SP Jovem, da qual participei ativamente, por sempre acreditar na importância da renovação. Hoje, como o mais jovem presidente da história dos Creas, vejo com grande satisfação que nossas ideias estão consolidadas e que o grupo continua trabalhando firme para tornar o Sistema mais dinâmico e atuante”
    Eng. Telecom. Vinicius Marchese Marinelli

  • 2010

    A nova Comissão Especial Crea-SP Jovem foi aprovada por meio da Decisão Plenária n° 181, com os seguintes membros: Titulares, Eng. Telecom. Vinicius Marchese Marinelli (novamente coordenador), Engª de Alimentos Letícia Girardi de Souza Machado, Eng. Civil Jorge Benedito Zeghaib Filho, Engª de Produção Mec. Beatriz Pinho Silva Bessa, Arq. Urb. Mário Luís Nagashima Bergamini, Arq. Urb. Gabriel Vendruscolo de Freitas, Eng. Eletricista Rafael Arruda Janeiro (coordenador adjunto) e Eng. Eletricista Lucas Hamilton Calve; e os Suplentes, Eng. Eletricista Luiz Fernando Tibaldi Kurahassi, Engª Química Gislaine Cristina Sales Brugnoli da Cunha, Eng. Civil Wagner Matias Conde, Arq. Urb. Daniel Alves Ribeiro, Arq. Urb. Marco Aurélio Arruda da Costa, Eng. Eletricista João Claudinei Alves e Tecnólogo Alessandro Cavina Marroni.

    Neste ano a Comissão Especial Crea-SP Jovem lançou seu website, hospedado no Portal Crea-SP; implementou sistema de cadastramento online, começando com 3.000 usuários cadastrados, todos estudantes e recém-formados; deflagrou campanha de criação de departamentos jovens em Entidades de Classe; realizou palestras para cerca de 8.000 alunos; distribuiu mais de 4.000 folhetos com informações sobre a Comissão; e organizou o 1º Encontro Estadual Crea-SP Jovem, realizado em agosto, no Centro de Convenções Rebouças, em São Paulo, reunindo profissionais com até 35 anos de idade. Na ocasião a Comissão assinou protocolos de cooperação com Instituições de Ensino, como a Veris Faculdades, a Unesp de São José do Rio Preto e as Faculdades Adamantina.

    COM A PALAVRA A COORDENAÇÃO
     “Mais uma vez na condição de Coordenador da Comissão, implantamos com sucesso o projeto dos núcleos regionais do Crea-SP Jovem nas Instituições de Ensino, além de termos realizado o primeiro Encontro Estadual, com expressiva participação de estudantes e jovens profissionais de diversas localidades. Como Diretor do Crea-SP, continuei acompanhando atentamente as atividades do grupo junto à Presidência para que a Comissão recebesse os estímulos necessários para as suas realizações”
    Eng. Telecom. Vinicius Marchese Marinelli

     

 

 

  • 2011

    Nesse ano a Comissão Especial Crea-SP Jovem torna-se Permanente, constituída pelos seguintes membros Titulares: Arq. Urb. Leandro Bueno Matsuda (coordenador), Eng. Agr. Pedro Henrique Lorenzetti Losasso, Eng. Civil Renê Alexandre Galetti, Eng. Eletric. Pedro Grunauer Kassab, Engª Mec. Beatriz Pinho Bessa, Engª Quim. Melissa Gurgel Adeodato Vieira e o Geól. Fábio Augusto Gomes Vieira Reis; e pelos respectivos Suplentes: Engª Agr. Andrea Cristiane Sanches, Arq. Urb. Mário Luiz Nagashima Bergamini, Eng. Civ. Ródion Moreira, Eng. Eletric. Lucas Hamilton Calve, Eng. Mec. Carlos Peterson Tremonte e a Engª Alim. Letícia Girardi de Souza Machado.

    Em 2011 a Comissão cadastrou mais de 5 mil alunos e formandos; criou dezenas de novos núcleos jovens em Entidades de Classe e Instituições de Ensino em todo o Estado; participou da organização do Fórum Jovem da Semana Oficial de Engenharia e Agronomia – SOEA; firmou programa de intercâmbio e estágio com a incorporadora espanhola Maheco e convênio com o Colégio de Arquitetos da Catalunha; e realizou o segundo Encontro Estadual.

    O 2º Encontro Estadual Crea-SP Jovem foi realizado no dia 6 de agosto, no recém-inaugurado auditório do Espaço Técnico-Cultural do Conselho, na Av. Angélica, em São Paulo. O evento foi conduzido por duas jovens lideranças do Conselho: o então Diretor Administrativo, Eng. Telecom. Vinicius Marchese Marinelli, e o Arq. Urb. Leandro Bueno Matsuda. Segundo eles, “o encontro foi oportuno para estabelecer uma rede de relacionamentos profissionais”. Também destacaram o trabalho das coordenações regionais, que “colaboram para a descentralização do Crea Jovem, orientando os novos profissionais sobre a importância de entrar bem preparado no mercado de trabalho”.

    COM A PALAVRA A COORDENAÇÃO
     “Estive à frente do Crea Jovem em 2011, quando rodamos todo o estado ministrando palestras sobre o Conselho, Entidades de Classe e carreira profissional, criamos o portal da Comissão com uma seção para cadastramento, e realizamos o Encontro Estadual do Crea Jovem, com casa cheia e delegações de todos os cantos do estado. É muito gratificante ter participado do programa, e a certeza de que fizemos um bom trabalho se prova ao perceber que, hoje, muitos dos estudantes que conhecemos naquele período tornaram-se grandes profissionais, líderes, presidentes de Entidades, com contribuição contínua para melhorar nossa área de atuação”
    Arq. Leandro Matsuda

 

 

  • 2012

    Conforme determinado pela Decisão Plenária nº 011/2012, a Comissão Permanente Crea-SP Jovem contou naquele ano com a seguinte composição: Titulares, Eng. Eletricista Lucas Hamilton Calve (coordenador), Eng. Civil Renê Alexandre Galetti, Engª de Produção Mec. Beatriz Pinho Bessa, Engª de Alimentos Letícia Girardi de Souza Machado, Geólogo Fábio Augusto Gomes Vieira Reis e o Eng. Agrônomo Alexandre de Sene Pinto; e Suplentes, Eng. Eletricista Rafael Arruda Janeiro, Engª Química Melissa Gurgel Adeidato Vieira e a Engª Florestal Evandra Bussolo Barbin.

    Em 2012 a Comissão organizou o 3º Encontro Estadual Crea-SP Jovem, realizado em 1º de setembro, na Sede Angélica do Conselho, tendo cadastrado e incluído em seu banco de dados mais de 1.800 mil alunos e jovens profissionais recém-egressos.

    COM A PALAVRA A COORDENAÇÃO
     “Na oportunidade de coordenar a comissão Crea-SP Jovem, tive o prazer, com os demais colegas, de levar aos estudantes de diversas universidades do Estado informações sobre o Sistema Confea/Crea. Foram mais de 40 palestras sobre ética e importância da regulamentação profissional, com o objetivo de gerar maior segurança aos futuros colegas. Findando nossa gestão com um grande Encontro, em que reforçamos a interação entre os universitários e estreitamos a relação entre o Conselho e o futuro profissional. Guardo comigo a contribuição com a continuidade do Sistema. Esse é o CREA Jovem!”
    Eng. Eletric. Lucas Hamilton Calve

 

 

  • 2013

    A composição da Comissão Permanente Crea-SP Jovem daquele ano, decidida pela PL/SP nº 11, foi a seguinte: Eng. Civil Carlos André Mattei Gyori (coordenador), Tec. em Mecânica Marco Aurélio da Costa (coordenador adjunto), Eng. Civil e Seg. Trab. Luiz Antônio Dalto (Suplente), Eng. Químico José Guilherme Pascoal de Souza (T), Eng. Agrimensor Francisco de Sales Vieira de Carvalho (T), Tec. em Agrimensura Cláudio Roberto Marques (S), Eng. Agrônomo Pedro Henrique Lorenzetti Losasso (T), Eng. Agrônomo Alexandre de Sene Pinto (S), Eng. Civil e Seg. Trab. Carlos Alberto Guimarães Garcez (T), Eng. Civil e Seg. Trab. Áureo Emanuel Pasqualeto Figueiredo (S).

    Entre outras realizações no ano, a Comissão promoveu, no dia 31 de agosto, também na Sede Angélica do Crea-SP, o 4º Encontro Estadual Crea-SP Jovem.

    COM A PALAVRA A COORDENAÇÃO
     “Durante o período em que coordenamos o Crea-SP Jovem conseguimos discutir aspectos de legislação inexistentes até então, abordando esse tema em reuniões nos estados do Espírito Santo, Piauí, Rio Grande do Sul e Foz do Iguaçu. No Encontro Estadual que promovemos em São Paulo tivemos o maior número de Creas Jovens como participantes e percebemos que, a partir daí, a integração com grupos de outros estados se fortaleceu, originando inclusive a primeira proposta de regimento consistente. Isso nos leva à certeza de que o sucesso dessa importante Comissão Permanente do Sistema Confea/Crea virá com sua integração em todo o país”
    Eng. Civ. Carlos André Mattei Gyori

 

 

  • 2014

    De acordo com a Decisão Plenária nº 011, a Comissão Permanente Crea-SP Jovem foi nesse ano composta pelos seguintes membros: Titulares, Eng. de Computação André Martinelli Agunzi (coordenador), Eng. Agrônomo Pedro Henrique Lorenzetti Losasso (coordenador adjunto), Engª de Produção Mec. Beatriz Pinho Silva Bessa, Geólogo e Eng. Civil Carlos André Mattei Gyori, Eng. Civil Fábio Augusto Gomes Vieira Reis, Eng. Agrimensor Francisco de Sales Vieira de Carvalho, Eng. de Segurança do Trabalho Hirilandes Alves e o Eng. Químico José Guilherme Pascoal de Souza; Suplentes: Engª Eletricista Daniella Gonzalez Tinois da Silva, Eng. Civil e Seg. Trab. Luiz Antonio Dalto, Engª de Minas e Seg. Trab. Ana Margarida Malheiro Sansão, Eng. Cartógrafo Amilton Amorim, Eng. Operacional Mec. e Seg. Trab. Gley Rosa e o Eng. de Alimentos Carlos Alberto Rodrigues Anjos.

    As principais realizações do Crea-SP Jovem foram a parceria com a Comissão Permanente de Relações Públicas do Crea-SP (CRP), com a qual realizou palestras para cerca de 1.300 estudantes de cursos de Engenharia, e a organização do 5º Encontro Estadual Crea-SP Jovem, realizado em 30 de agosto, na Sede Angélica do Crea-SP, com mais de 200 participantes.

    COM A PALAVRA A COORDENAÇÃO
     “Nossa contribuição para a Comissão Permanente abrangeu diversas questões, visando a difundir a cultura do Crea Jovem em outros estados, principalmente atividades e iniciativas na área acadêmica, aqui no estado de São Paulo. Demos continuidade à ideia de se criar um  estatuto para orientar e organizar o movimento aqui em São Paulo, com o intuito de difundir e promover o movimento dentro das universidades de forma organizada, assim aproximando os estudantes do Sistema Confea/Crea. Foram ótimos a experiência e o aprendizado, assim como contribuir com a formação ética dos futuros profissionais”
    Eng. Comp. André Agunzi

 

 

  • 2015

    Nesse ano a composição da Comissão Permanente Crea-SP Jovem foi a maior de todas, com 17 integrantes, segundo a Decisão Plenária nº 12: Titulares, Eng. Civil Carlos Alberto Mendes de Carvalho (coordenador), Eng. de Computação André Martinelli Agunzi (coordenador adjunto); Engª de Minas e Seg. Trab. Ana Margarida Malheiro Sansão; Engª de Produção Mec. Beatriz Pinho Silva Bessa; Eng. Agrônomo Fábio Oliveri de Nobile; Eng. Agrimensor Civ. e Eng. Seg. Trab. João Luiz Braguini; Eng. de Alimentos Marcelo Alexandre Prado; Engª Química Maria Elizabeth Brotto; Eng. Metalúrgico e Seg. Trab. Mauricio Cardoso Silva; Suplentes, Engª Civil Patricia Stella Pucharelli Fontanini; Engª Eletricista Alessandra Dutra Coelho; Geólogo Edilson Pissato; Eng. Mecânico Ângelo Caporalli Filho; Engª Agrônoma Patrícia Gabarra Mendonça; Geógrafo Alfredo Pereira de Queiroz Filho e a Engª Agrônoma e Seg. Trab. Maria Amália Brunini.

    Em 2015 a Comissão Permanente Crea-SP Jovem trabalhou na elaboração de seu Regimento Interno e no Regulamento Eleitoral, buscando atender a demanda por maior participação e inclusão de estudantes no programa, e realizou o seu 6º Encontro Estadual, no dia 29 de agosto, com cerca de 150 participantes.

    COM A PALAVRA A COORDENAÇÃO
     “Ser coordenador do Crea Jovem foi uma experiência enobrecedora. Foi um trabalho gratificante e de suma importância para contribuir com a formação das futuras lideranças do Sistema Confea/Crea. Um assunto que mereceu nossa atenção especial nesse período foi a elaboração da minuta de um normativo para incluir estudantes na Comissão com a participação do Confea”
    Eng. Civ. Carlos Alberto Mendes de Carvalho

 

  • 2016

    Em cumprimento à Decisão PL/SP nº 012/2016, a Comissão Permanente Crea-SP Jovem de 2016 foi composta pelos seguintes membros: Titulares, Eng. Mecânico Camilo Mesquita Neto (coordenador), Eng. Civil Rafael Sancinetti Momesso (coordenador adjunto), Eng. Eletricista e Seg. Trab. Carlos Costa Neto, Geólogo Daniel Cardoso, Eng. Agrônomo Fábio Oliveri de Nóbile, Eng. Agrimensor, Civil e Seg. Trab. João Luiz Braguini, Engª Química Maria Elizabeth Brotto e o Eng. Metalúrgico e Seg. Trab. Mauricio Cardoso Silva; Suplentes, Eng. Operacional Mec. Maq. Ferram. Tadeu Gomes Esteves da Cunha, Eng. Eletricista e Seg. Trab. César Augusto Sabino Mariano, Eng. de Minas Giorgio Francesco Cesare de Tomi, Engª Agrônoma Patrícia Gabarra Mendonça, Geógrafo Alfredo Pereira de Queiroz Filho, Engª de Produção Quim. Vivian Karina Bianchini, Eng. Operacional Mec. Maq. Ferram. e Seg. Trab. Gley Rosa e a Engª Civil Patricia Stella Pucharelli Fontanini.

    Em 2016 a Comissão Permanente Crea-SP Jovem finalizou o Regulamento do Crea-SP Jovem e o Regulamento Eleitoral e organizou o 7º Encontro Estadual Crea-SP Jovem, realizado no dia 17 de setembro, com mais de 200 participantes.

    COM A PALAVRA A COORDENAÇÃO
     “Minha passagem pelo Crea-SP Jovem foi muito gratificante e prazerosa. Primeiro porque mesmo antes de ser conselheiro eu já fazia parte da Comissão e participei das primeiras reuniões do programa. Durante minha gestão procurei aproximar os nossos conselheiros da Comissão, além de estimular a relação entre nós e o Crea Jr. Nacional, do qual participei de reuniões e pude ver o trabalho incrível que estes jovens estão fazendo para aproximar os novos engenheiros do Sistema”
    Eng. Mec. Camilo Mesquita

 

 

  • 2017

    A Comissão Permanente Crea-SP Jovem teve em 2017 a seguinte composição: Titulares, Eng. de Alimentos Rodolfo de Freitas (coordenador), Engª Agrônoma Patrícia Gabarra Mendonça (coordenadora adjunta), Eng. Civil Rafael Sancinetti Momesso, Eng. Eletricista Ricardo Henrique Martins, Eng. Industrial Mec. Nestor Thomazo Filho, Geólogo Daniel Cardoso, Engª Agrimensora Jussara Teresinha Tagliari Nogueira e a Engª Operacional Mec. Maq. Ferram. e Engª de Segurança do Trab. Gley Rosa; e os seguintes membros Suplentes: Engª Civil Régia Mara Petitto, Engª Eletricista Eletron. Michele Carolina Morais Maia, Eng. Aeronáutico Maurício Pazini Brandão, Eng. Químico José Guilherme Pascoal de Souza, Eng. Cartógrafo João Fernando Custódio da Silva, Engª Agrônoma Juliana Maria Manieri Varandas, Engª Agrônoma e Engª. Seg. Trab. Maria Amália Brunini.

    Em parceria com a Presidência do Crea-SP e com a Coordenação Nacional Crea-Jr, promoveu simultaneamente o seu 8º Encontro Estadual e o 3º Encontro Nacional Crea-Jr, ambos realizados nos dias 15 e 16 de julho, na Sede Angélica do Crea-SP. Participaram do evento cerca de 400 alunos e professores de universidades do estado de São Paulo que oferecem cursos abrangidos pelo Sistema Confea/Crea.

    COM A PALAVRA A COORDERNAÇÃO
     “Ter sido coordenador em 2017 foi uma experiência extremamente gratificante, repleta de desafios vencidos e de muito crescimento pessoal. Tomamos como objetivo principal fazer um Encontro envolvente, atual e inovador, estendendo o evento para dois dias, em que se realizou, também, o Encontro Nacional de Crea Jr. Um modelo de evento que deve inspirar outras edições e serve de exemplo para outros estados. Tirei como aprendizado o papel inclusivo e participativo da Comissão, que reforça aos jovens o poder da união e a importância da classe profissional voltada à área tecnológica no desenvolvimento sustentável da nossa nação”
    Eng. Alim. Rodolfo de Freitas